CLÁUDIO AJUDA-ME

… O exemplo de Irina (À segunda foi de vez)

Por

… Irina rendeu-se à evidência: era cedo demais para ter a barriga lisinha e firme como aparentemente se apresentou em Cannes, vestida de amarelo (num péssimo vestido, diga-se), e mostrou-se no dia seguinte de prateado, onde se notava a sua barriga, ainda por ir ao lugar. Belo exemplo, o da manequim, que, trabalhando com a imagem, não teve problemas em mostrar que ainda não está tão em forma como gostaria, porque a mãe natureza tem os seus caprichos e só passaram dois meses desde que foi mãe. É preciso aplaudir esta sua acção, se bem que, tratando-se de Irina, ela sabe perfeitamente que indo sem cinta que a espartilhe – como a que usou no vestido amarelo – , vai dar tanto que falar como deu no dia anterior. Façamos contas: uma vez porque reaparece depois da gravidez, outra porque pretende passar a mensagem de que ‘o corpo demora a ir ao lugar e não vivo obcecada com isso’.  Teria sido perfeito, se tivesse agido assim logo no começo… Mas não deixa de ser exemplar, sim senhora!  Pontos para ela.

Irina Shayk marca presenca no Festival de Cannes 2017

 

Leiam também um destes artigos: