CLÁUDIO AJUDA-ME

… Fui matar saudades (Com o Captur da minha irmã)

Por

… Já vos tinha contado aqui que este carro que tenho é o segundo Renault Captur e que o outro que tinha antes não foi vendido, não foi entregue para retoma, nem coisa que o valha! Ficou em casa. Não na minha garagem, que não fazia sentido. Ofereci-o à minha irmã, que desde a primeira hora manifestou que gostava muito do modelo porque, além de bonito, é prático, económico e tem uma super bagageira que lhe dá muito jeitinho. Ela não queria acreditar quando lhe disse “Toma a chave. Desfruta e estima-o!“. Ela é responsável e eu sei que o meu Captur está bem entregue. O carro tem quatro anos, nunca me deu um único problema e espero que assim continue, porque pretendo ser passeado pela minha irmã algumas vezes, como o fizemos este fim-de-semana. Ela estava radiante e eu fico contente de ter o “irmão gémeo” do meu novo carro nas mãos da minha irmã. A vida tens destas coisas, coincidências que ficam para a vida.

 

Leiam também um destes artigos: