CLÁUDIO AJUDA-ME

… Londres de pai (Aos olhos da filha!)

Por

… Por muito que se conheça um lugar, ele nunca é o mesmo ao olhar de uma criança. Já estive em Londres várias vezes e em vários contextos. Era um dos destinos de eleição da Leonor, que sempre que viaja leva na sua cabeça a rota a fazer, mesmo que fuja completamente daquilo que supostamente se deve ver quando se conhece o lugar. Ela vai fazendo as coisas à sua maneira. Na prática, vê o mesmo que todos, mas troca-me as voltas. O tempo ajudou. Sempre frio mas sempre sol, o que tornou tudo muito fácil. Fizemos tudo a pé, é prático fazê-lo para nós que gostamos de andar, porque a cidade é plana e (principalmente) porque não tínhamos planos. Gostou de Londres, dos mercados (preferiu o de Camden Town ao de Portobelo), de Piccadilly Circus, de Oxford Street. Não amou nem palácios, nem render de guardas, nem rodas gigantes, nem pontes disto e daquilo. Ficou decepcionada com o Museu da Madamme Tussauds porque lhe tiraram a estátua do Bieber. Gostou das pessoas, da maneira de viver e vem baralhada com o trânsito ao contrário. Gostou muito, mas ainda é Paris a sua cidade de eleição.

 

Leiam também um destes artigos: