CLÁUDIO AJUDA-ME

… O arriscado bigode (Que a maioria não gostou!)

Por

… Aceitei o desafio da Júlia Pinheiro e fiz a barba em directo no programa. Eu já o queria fazer há tempos, isto foi só um pretexto, devo confessar. Acho graça à mudança, não foi a primeira vez que deixei bigode, mas desta vez a maioria das pessoas que me segue e acompanha não gostou. O que fazer então? Cortar o bigode? Entrar em depressão? Ficar fechado em casa até  crescer a barba?… Nem uma coisa, nem outra. O truque é: aceitar a opinião de quem me dá algum do seu tempo e opina sobre mim, mas fazer acima de tudo o que me apetece. Assim para um bigode, como para a vida. Se me perguntarem se eu adoro ver? Eu vou responder que gosto! Que tenho que me acostumar mas que não vai dar tempo, que daqui a nada tenho a cara com barba. Se me perguntarem porque quis fazê-lo? A resposta é: porque acredito que me dá um ar de ‘galã’ dos tempos idos, que já que não tenho na vida real posso imaginar e, depois, lembra-me o aspecto másculo de alguns actores franceses que tenho na imaginação… Resumindo, não é que exista explicação, mas esta é a que posso dar a todos aqueles que odiaram que eu tivesse deixado um bigode e mostrado a minha carinha de bebé tantos anos depois e, com isso, descobrir que a pele do rosto está agora como estava há vinte anos. Há sempre um lado positivo em tudo, né? 😉 Tenham calma. É só um bigode!

 

Leiam também um destes artigos: