CLÁUDIO AJUDA-ME

Olhem um livrinho deliciosamente “naughty” (Ela quer que eu leia!)

Por

… Pais, pensem bem: os nossos filhos estão demasiado tempo conectados às tecnologias. Tomem atenção, porque é muito importante que não percam de vista um livro. Eu tenho muita sorte, a Leonor sempre gostou de ler, desde muito pequena, e digo ‘sorte’ porque é sabido que o tipo de atenção que um livro requer é completamente diferente — no sentido de melhor — da atenção muito mais “distraída” dedicada à panóplia de monitores de todos os tamanhos e feitios que invadiram a nossa vida quase sem darmos por isso. A Leonor não é diferente, também gosta de tecnologias, também ‘perde’ tempo nelas, mas não deixou de lado os hábitos de leitura de um livro. Não estou nesta ‘divagação’ por acaso. Tudo isto é a propósito de um livro que a Leonor anda a ler, Ivy Pocket – O Segredo do Diamante, publicado pela ASA. O livro conta a história de Ivy Pocket, uma criada da época vitoriana que é um desastre ambulante, mas vive convencida de que é o talento em forma de pessoa. Quando se vê sozinha e abandonada em Paris, ainda por cima sem um tostão no bolso, não consegue sequer imaginar como regressará a Inglaterra. Porém, o destino intervém e torna-a titular de uma missão inimaginável: transportar, precisamente até Inglaterra, um espectacular (mas talvez amaldiçoado!) diamante, que é cobiçado por este mundo e pelo outro. Uma tarefa que não se adivinha nada fácil… Quem me conta tudo isto é a Leonor, que acabou de ler a história e ficou toda entusiasmada… Não posso contar mais a não ser que esta é uma história trágico-cómica, muito mais cómica que trágica, com belíssimas descrições e ilustrações, uma daquelas histórias que fará as delícias quer dos mais novos, quer dos não tanto, por isso a minha filha acha que eu o devia ler!! E é de tal modo rocambolesca que a Paramount planeia dela fazer um filme, o que atesta bem a sua qualidade. Portanto, pais, para o bem dos vossos filhos e para o vosso próprio bem, não tardem em arranjar este livrinho. Vão ver que não se vão arrepender… Aposto!

 

Leiam também um destes artigos: