Muito obrigado!

Por
Hoje deveria escrever um post sobre mil coisas, mas o mais importante é agradecer a todas as pessoas que estiveram ao meu lado incondicionalmente nesta hora mais complicada… Anónimos e conhecidos, fizeram chegar as suas mensagens de apoio e aqui no blog., muitos bloguistas deixaram a sua marca. Agradeço a todos, porque podem não acreditar, mas estas mensagens de apoio foram uma corrente positiva e ajudaram na certa à minha rápida recuperação.
Não sou de me entregar ás coisas, por isso voltei hoje mesmo ao trabalho. Com mais calma, com mais vontade de ter tempo e claramente com uma lição de vida: o que não fizer hoje, faz-se amanhã!
Para que fiquem esclarecidos, é importante dizer-vos que há algum tempo me foi diagnosticado um problema no coração quando fiz um ecocardiograma. Em linguagem corrente, eu tinha o coração a funcionar como se tivesse sessenta anos, frito de uma. Tinha arritmias constantes (24 horas por dia), fruto de uma fibrilhação auricular que me causavam muito cansaço, não me deixavam ter qualidade de vida e mais grave que tudo poderia desencadear num avc ou num enfarte do miocárdio, devido ao facto do meu coração do lado esquerdo funcionar com dificuldade, porque a auricula esquerda estava dilatada. Desta feita, foi preciso fazer um tratamento quimico que não resultou, por isso se partiu para a intervenção cardíaca, que se chama Cradioversão, e é feita (no meu caso) em dois passos. Primeiro foi-me inserida uma sonda que verificou se existiam ou não coágulos de sangue na parte de trás do coração, para que depois eu pudesse levar umas descargas eléctricas, sem correr riscos de embolia, para o meu coração voltar a bater normalmente.
Esta operação correu bem, e senti assim que acordei da anestesia, uma melhoria. Hoje tenho apenas algumas dores fisicas resultado das mexidas a que fui submetido. Agora, que o coração voltou a bater normalmente, é preciso descobrir porque se avariou ele. Vou ser seguido durante seis meses pelo médico e tentar descobrir o que provocou a arritmia. Até lá, é preciso evitar choques emocionais, exercicio fisico em excesso e café… isto é que me custa. Sou totalmente viciado no café, e também no trabalho. Por isso voltei hoje, e faço-o feliz, mas tinha antess de qualquer coisa agradecer-vos muito. Obrigado!
Eu, Cláudio!

ps. Amanhã prometo voltar aos post do costume .)

Sem tags

Blogs do Ano - Nomeado Entretenimento