CLÁUDIO AJUDA-ME

… Globos, os melhores (Dos melhores)

Por

… Vi muitos vestidos bonitos. Uns muito feios, uns mais ou menos. Muitas transparências, muitos decotes, muita cor, muita gente convencida que arrasava e foi metida a um canto por alguém que apareceu melhor ou conseguiu usar melhor. Isto da passadeira numa cerimónia como os Globos vive de se saber usar um vestido, e não apenas ter um vestido em cima, que se for lindo e mal usado perde mais de metade da graça. Existem diferenças entre usar e vestir. Com o tempo percebe-se. Por isso, e porque foram os mais surpreendentes ao ponto de irem para lá de quem os vestiu, esta é a minha escolha. Não necessariamente por esta ordem, mas são os  três melhores vestidos desta edição dos Globos de tudo aquilo que vi. E vi muita coisa. Vi quase tudo. Estes inovaram porque nunca vi nada assim neste contexto e porque quem os exibiu, fê-lo orgulhosamente, sem medo de os mostrar nem vergonha de causar barulho.

… A Criação de João Rolo que deixou todos de boca aberta nunca mais será esquecida. Uns odiaram. Outros amaram. Mas ninguém lhe ficou indiferente… nem podia. Eu amei!

… Raquel Prates arrasou nesta sua simples maneira de arrasar num vestido da autoria do João Rolo. Óbvio que nem todas podiam usar isto, mas óbvio que todas queriam fazê-lo assim que o viram.

… Diana Chaves ousou em modo princesa. O corte era maravilhoso e o vestido que escolheu para usar vai muito além do decote de que tantos falam. Porque é preciso saber usar um decote sem correr riscos. Ela conseguiu e foi seguramente a sua melhor escolha em todas as edições dos Globos de Ouro.

 

 

<%-- entretenimento --%> Blogs do Ano - Nomeado Entretenimento