CLÁUDIO AJUDA-ME

… A Cristina. A minha Cristina!

Por

… A primeira fotografia. A fotografia do primeiro dia. Agora que o dia começa a desaparecer, imagino-a ‘triste’ não comigo, mas pela situação. Estará orgulhosa porque me viu sair na procura do que quero, mas triste porque me quer ao seu lado. Mas ela é das que gosta que as pessoas se façam à vida, não tenham medo de mudar, de arriscar mesmo sabendo os riscos que correm. Para ela, como para mim, o que não pode acontecer é ficar por ficar à espera de um amanhã melhor, se a vida nos dá sinais que é altura de arregaçar as mangas e fazer O melhor agora. A Cristina para mim foi a maior surpresa profissional nestes meus 46 anos. Para mim a Cristina foi gigante. Eu sabia que ia ser assim quando nos encontrássemos. Se não me engano até lhe terei dito em alguma ocasião. Foi melhor do que imaginei. Eu e ela. No dia que me convidou – já falou disso publicamente – ela nem sabia muito bem como seria e nem eu como gerir tudo o o que estava a acontecer ao mesmo tempo. Ela deu-me espaço e eu dei-me de entrega absoluta no primeiro dia. Percebi logo o meu lugar no programa que era dela, com o nome dela, que me fez sentir ‘nosso’ mas onde eu teria de ter a inteligência de me reinventar. Foi o que fiz. Fiz o que me permitiu fazer. Deixou-me criar um ‘vizinho’ que entrou em casa e no coração de toda a gente e isso, por mil anos que viva, nunca me irei esquecer. Tenho claro na minha cabeça que a nossa história não acabou aqui, como tenho claro que em outra vida qualquer já nos tínhamos cruzado. Temos muitos pontos em comum, somos mais iguais do que as pessoas imaginam e talvez até mais do que algum de nós quisesse ou imaginasse. Ao longo deste ano tenho a certeza que me entreguei ao seu projecto. Ao seu sonho. Que nunca lhe falhei, mesmo quando eventualmente, entre ela e os seus botões, pudesse ter medo que eu falhasse, porque correu riscos e confiou. É difícil confiar neste meio. Dei sempre o melhor de mim ali porque sei a responsabilidade que ela teve ao lançar o meu nome para a frente. A Cristina é uma pessoa especial para lá do que se diz e escreve. Eu já sentia isso antes de dividir dias com ela. Tem a generosidade dos que sabem o que custa provar que somos mais do que imaginam ou do rótulo que nos colaram à pele. Se houvesse uma palavra para a descrever seria ‘generosidade’. Porque foi esta Cristina que encontrei e onde aprendi a descansar a alma quando a levava mais desassossegada. Os olhos dela falam mais alto que a boca, por muito gritante que seja a sua voz. Foi a pessoa que mais me preocupou nesta mudança. Tive-a todos os dias na cabeça. Mas ela entende de mudanças e percebe uma alma inquieta à distância. Talvez por isso, e do nada, por estes dias quando estava metido nos meus pensares, de repente recebia uma sms sua a propósito de outra coisa qualquer…. No dia que estreou o seu programa fui a Fátima cumprir uma promessa que fiz em nosso nome. Ela como Eu acredita em Nossa Senhora de Fátima, eu desejei desde o minuto zero que fosse um sucesso… quando voltei ao santuário por estes dias na procura de respostas, também la estava o nome dela em cada reflexão e la ficou em cada vela que deixei acesa, porque por muito que a vida mude, que o relógio ande, que eu vá para aqui ou ela para ali, o que não quero mudar é o que o meu coração sente por ela. Está gravado. Vai ficar guardado num lugar bom, onde só cabem coisas boas. Vou fazer de conta que é uma caixa cheia de brilhantes por fora, como o mundo a vê, mas suave e sossegada por dentro, como o mar a sente e como eu a percebi. Sempre! Até já minha vizinha do coração. Sabes melhor que ninguém que amar é ‘deixar ir’ e voltar a receber se preciso for. Não sei se tive tempo de te dizer hoje. Gosto muito de ti e chego a acreditar que entre nós é amor ♥️

<%-- entretenimento --%> Blogs do Ano - Nomeado Entretenimento