CLÁUDIO AJUDA-ME

… A mudança!

Por

…. Contados pelos dedos das mãos são muitos dias metidos em 18 anos de sic sendo que 16 deles foram consecutivos e diários em muitos projectos. Vi a sic crescer fazer-se adulta e depois mulher. Vi-a passar por várias direções. Entrar gente e sair gente. Vi as paredes forrarem-se de caras e os corredores encherem-se de pessoas. Mudar de edifício. Inaugurar estúdios. Mudar outra vez. Criarem-se novos estúdios. Fiz amigos de verdade e posso dizer que conquistei todos os que trabalharam de perto comigo. Todos. Todos. Entrei durante quase 16 anos ao trabalho antes das 8 da manhã e nos últimos cinco anos, muitos dias sai depois da meia noite. Aprendi sempre. Ensinaram-me sempre mesmo que por vezes achasse que não o estava a fazer. Há uma história que fica por contar da minha relação com a sic que é longa e bonita, mas é obrigatório deixar aqui manifestada a maior gratidão a todos os que me acolheram, os directores e coordenadores que confiaram no meu trabalho. Sei que não desiludi nenhum deles e sei também que dei muito mais do que me era pedido. Aliás, dei sempre mais do que era pedido. Só sei trabalhar assim. Faço agora uma pausa com a eterna Estação de Carnaxide. Olho para ela com os olhos de grande parte da minha vida. Acredito que estará orgulhosa de me ver partir na busca do sonho mas também triste porque vê um forte ativo procurar novos desafios. Sim, sem pudor nenhum eu digo de boca cheia que fui durante muitos anos um forte activo na SIC e digo-o orgulhoso. Mas é altura de seguir. É sempre assim na vida de quem ambiciona crescer, fazer mais e melhor correndo riscos mas tendo a liberdade de ir. Da SIC guardo tudo de bom até na forma como me ajudou a gerir esta despedida. Deixo uma palavra de agradecimento à família do Dr Francisco Pinto Balsemão, ao Francisco Pedro actual director da empresa e à Mónica com quem trabalhei mais directamente, que sempre foram comigo da maior atenção e um obrigado especial ao Daniel Oliveira que enquanto director, na altura de uma das maiores revoluções televisivas dos últimos tempos contou comigo e fez de mim parte na história da televisão. Mudo agora o rumo da minha história. É um direito que tenho, mesmo sabendo que muitos ficam tristes com a decisão e que corro todos os riscos que uma mudança acarreta. Quem me conhece de perto e de verdade sabe que eu preciso crescer. Quem me foi acompanhando o crescimento ficará orgulhoso com a mudança. Quem gosta de mim vai torcer para dar Certo. Quem me vê no ecrã vai procurar para me encontrar e estar de olhos postos nos meus. Toda a vida fui de lutar muito para conseguir o que queria da forma mais digna e profissional que sei. As coisas foram chegando devagar e eu nunca virei costas a uma dificuldade. Não saio magoado com ninguém. Não fecho a porta. Deixo gente que levo para sempre e deixo colado à história desta televisão 18 anos da minha vida real. Ao fim destes anos todos está na altura de voar na direcção do sonho e de aceitar um desafio absolutamente maravilhoso, esperado e ambicionado por mim há muito. Vou muito feliz focado naquilo em que acredito de verdade desafiado pela TVI e pela equipa do Nuno Santos e tremendamente orgulhoso com o caminho a fazer. Da mesma maneira que contei com todos ao longo destes anos vou continuar a contar porque continuo em vossas casas. Literalmente e mais que nunca… Sempre. Não me falhem. Por favor! Obrigado ❤️

<%-- entretenimento --%> Blogs do Ano - Nomeado Entretenimento