CLÁUDIO AJUDA-ME

… Não é pelo Carlos Costa (Talvez seja por todos!)

Por

… Não sou amigo do Carlos Costa, conheço-o, acho-o talentoso enquanto artista e até entendo muitos dos exageros que comete para ter visibilidade. E é exactamente por não ser seu amigo e perceber a sua postura, que me considero altamente imparcial na avaliação do que tem acontecido por estes dias com o seu nome e o de Maria Leal. Eu não sou um cobardolas que se indigna com o que se passa no mundo e no meio do grandes e quando alguma coisa chata e grave atinge alguns, que muitos consideram que ‘tem de se sujeitar’ fico quieto e calado. Esse não sou eu! Eu vou de frente e trato todas as celebridades de igual, mesmo que para elas use o peso e medida que me foram mostrando ao longo do caminho. Não posso concordar com este  vídeo ‘execrável‘ umque foi colocado na internet por  ‘MC Bin Laden’ que foi convidado no programa da TVI Love On Top. No vídeo vê-se este convidado a ser ‘instigado’ por uma possível assessora de imprensa contra o cantor, a dizer barbaridades e a tecer afirmações graves, mesquinhas, ofensivas e que são criminosos em primeira análise. Não se faz isso com ninguém, não se faz isso com um artista que está no programa e não se faz isso com um convidado que, aparentemente, a jovem representa. Isso é vergonhoso para todos, mas principalmente para ela. Carlos deveria levar a tribunal. Em qualquer lugar do mundo isto teria um nome e um trato diferente. Portugal tem costumes brandos para o que lhe convém. Se a produtora não tomar uma posição quanto as ofensas que o Carlos Costa recebeu, porque quando se vê o vídeo os elementos da produtora – apesar de não se insurgirem com a linguagem e termos usados, não os aplicam – acho mesmo que ele deveria seguir em frente, não ter medo, nem ficar calado e denunciar. Não vai chegar a lado nenhum, a lei é branda e demorada em casos destes, mas é preciso que se perceba que os limites do bom  senso devem prevalecer. Eu posso não gostar de coisas do Carlos Costa, posso não ser o fã número um da Maria Leal, eu posso ter antipatia pela Érica (as pessoas ofendidas no tal vídeo), mas eu jamais permitiria que à minha frente tais argumentos fossem usados. Eu próprio já brinquei com todos eles, já escrevi de todos eles e já comentei todos eles. Não acredito que alguma vez tenha passado o risco, mesmo quando um dia se disse que comparei Carlos Costa a papel higiénico. Não foi verdade. O que aconteceu foi que eu disse que não falaria ali – no programa –  de um assunto, nem de outro, em contextos diferentes e em momentos díspares. Em momento algum disse que uma e outra coisa eram o mesmo. As interpretações ficam sempre para o lado que convém e por isso não me molestei com os comentários que o Carlos fez depois. Fê-los a quente e usou a arma que tinha, opinando (e tem direito à sua opinião, mesmo que eu não concorde com ela). Nao me ofendeu, não me melindrou. Não me ofendo com essas coisas e não as alimento, principalmente se forem mal entendidos.  Po isso estou aqui a dizer que enquanto comentador especialista no mundo das celebridades – o único à séria em Portugal – o que está naquele vídeo é muito feio. É ofensivo!

 

Leiam também um destes artigos: